Quer uma mudança? Comece pelo simples

Foto capa do artigo sobre mudança no site Gabriela Araujo. Desenvolvimento pessoal

É seguro dizer que a maioria das pessoas possui um sonho. Seja um cargo profissional, um negócio próprio, um aprendizado específico ou uma meta pessoal, a maioria de nós aspira a alguma coisa. Em algum momento de nossas vidas, buscamos por uma mudança grandiosa que nos ajudará a alcançar esse objetivo.

Contudo, é comum que tenhamos nosso foco tão centrado no futuro que vislumbramos, que nos frustramos com o processo até ele. Ficamos tão decepcionados com a demora que, por vezes, pensamos em desistir. Queremos mudança para ontem! Isso acontece quando nos esquecemos que o caminho não nasce deslumbrante, ele é construído aos poucos.

Não correr antes de andar

Talvez já tenha ouvido da sua mãe ou de algum parente mais velho as sábias palavras “tudo tem seu tempo”. Cliché ou não, essa frase segue muito real. Não andamos antes de engatinhar, não é mesmo? E existe uma razão para isso.

Temos que aprender a dirigir antes de sair pela estrada com o carro, do contrário vamos dar com a cara no poste (literal e figurativamente). Às vezes, por não saber o que estamos fazendo, podemos também atropelar um pedestre que teve o infortuno de cruzar nosso caminho. Tudo porque não soubemos esperar.

E antes que nos justifiquemos afirmando sermos pessoas naturalmente impacientes, esclareço que não é sobre paciência que falo. Falo sobre inteligência. Compreender o tempo é essencial para que tenhamos êxito no que fazemos, seja o que for.

É preciso respeitar o tempo do mundo bem como o nosso, até porque não há outro jeito. A pressa traz resultados incompletos e insatisfatórios e não queremos isso. Queremos alcançar nossos objetivos da melhor forma, fazendo o uso mais inteligente do tempo.

Ninguém nasce grande

Sempre aprendemos a partir do simples e o grau de complicação aumenta com o tempo. Somos introduzidos à língua através da alfabetização e à matemática através da contagem. Não é vergonha começar sabendo pouco e o motivo é simples: é impossível ser excelente se você não domina o básico.

Toda pessoa precisa partir do básico e ele é tão importante quanto qualquer outra parte do caminho. O progresso é gradual e assim mesmo ele deve ser, crescendo pouco a pouco à medida em que é regado. Não podemos nem devemos pular etapas, pois elas não existem à toa.

Almejamos uma mudança grandiosa sim, com a consciência de que o caminho é começar pelo simples. E não nos diminuir, rechaçar ou afobar. O hoje precisa ser moldado antes do amanhã, ou então tudo perde o sentido.

Foto retirada do Unsplash de autoria de Edward Howell.

1 COMMENT
  • 1994 a 2020: o que aprender sobre perspectiva | Gabriela Araujo
    Responder

    […] Do mesmo modo, ela não é só sobre perdas. A vida é sobreviver em ambas as ocasiões. E sobre adaptar a perspectiva para não deixar que o tempo se vá sem que […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

%d bloggers like this: