Poesia

Explique-me

Decepcionar-se é como alguém assoprar a vela do seu bolo de aniversário no seu lugar. Toda a espera ao longo dos minutos que precederam o evento perde o sentido. Você olha para um lado, para o outro, como se buscando uma explicação que mude sua percepção sobre o ato. Às vezes não há. Compreender o porquê quando se trata do comportamento de pessoas é uma missão quase impossível por si só. Talvez o porquê não exista. A forma como a pessoa agiu é somente o reflexo do que ela sente por ti. 

Gabriela Araujo

Tradutora (EN - PT), preparadora e autora de obras de ficção contemporânea.

Leia também

Minicontos

Inexorável

Giovana se sentou à escrivaninha do quarto, acendeu o pequeno abajur na beirada da mesa e abriu o caderninho que a acompanhava como um fiel escudeiro, ou uma indissociável sombra. Nele, escreveu a frase: “Você sente às vezes que está tentando fugir de um destino que já está acontecendo?”

Minicontos

Soletrador

Uma das maiores dificuldades de Pâmela em relação a si mesma era aceitar que seus sentimentos não vinham com uma sinopse. Não era como se pudesse virar a contracapa do livro que ela era e ler ali todo o resumo do que a história dos seus pensamentos revelaria. Não era como se, escondido entrelinhas com espaçamento 1,5cm e…